Desvendamos 8 Mitos Sobre a Cerveja

Quando entramos no mundo cervejeiro, ouvimos muitas coisas que são tidas como verdades absolutas mas, será que é tudo verdade? Veja abaixo 8 mitos e fatos sobre a cerveja.

302-dog-frozen-beer-Ulf-Greger-Carl-Zeiss-canon-5D-III

Mito #1: a cerveja deve ser servida o mais gelada possível

Fato: o sabor emerge com um pouco de calor.

Nós somos bombardeados com grandes campanhas publicitárias de cervejas. Desde canecas congeladas, ao uso de frases redundantes como “ice-cold” e rótulos que mudam de cor conforme a temperatura baixa. Isso é, na verdade, um desserviço à cerveja, pois perdemos as partículas de sabor em temperaturas muito baixas. O ideal é servir entre 7° e 10°C.

cans-bottles2

Mito #2: cerveja envasada em garrafa é melhor que envasada em lata

Fato: nada mantém o frescor melhor que lata.

Temos duas coisas essenciais a serem consideradas na hora de armazenar a cerveja: o oxigênio e a luz. As garrafas não são perfeitas, com o tempo, o oxigênio que penetra pela tampa fará sua cerveja ficar amarga e a luz que passa pela garrafa a deixará choca. As piores garrafas são as de vidro transparente, com tampinhas que abrem ao serem torcidas. O alumínio selado é perfeito para evitar os efeitos negativos do oxigênio e da luz. Para aqueles que não gostam de tomar diretamente na lata, basta servir no copo adequado, que, afinal, é a melhor maneira de consumir a cerveja.

draft2

Mito #3: chope é melhor que cerveja de garrafa

Fato: depende do bar.

Com a manutenção adequada das chopeiras, o chope é a cerveja mais fresca que você pode encontrar, porém, nem todos os bares fazem essa manutenção correta ou frequente, o que pode contaminar o líquido, dando um sabor amanteigado ou aquele aroma avinagrado na cerveja. O melhor a se fazer é, caso não conheça o bar ou suspeite da higiene do local, pedir uma garrafa ou lata, evitando assim, ingerir bactérias que amam cerveja.

ale-vs-lager

Mito #4: Ales são mais escuras que Lagers

Fato: as Ales podem ser claras e as Lagers podem ser escuras.

Grande Lagers americanas como a Bud Light tendem a ser claras e aguadas, mas, esse não é o caso com todas as Lagers. Até recentemente, as Dark Lagers eram a maioria entre as cervejas vendidas em lugares como a Bavária, por exemplo.

Não, Dark Lager não é um oximoro. A diferença entre Lagers e Ales é a levedura. Lagers utilizam leveduras que fermentam no fundo e que prosperam em baixas temperaturas. A levedura utilizada nas Ales trabalha em temperaturas mais quentes, no topo do tanque de fermentação, produzindo cervejas com ésteres que geram sabores frutados e complexos.

A cor nada tem a ver com a levedura e sim com o malte. Maltes escuros produzem cervejas escuras, enquanto maltes claros produzem cervejas claras. Portanto, para se produzir uma Dark Lager basta utilizar um malte escuro com levedura de Lager. Simples assim. É exatamente esse o processo utilizado pelos fabricantes alemães para fabricar Dunkels, Double Bocks e Schwarzbiers.

dark_beer

Mito #5: cervejas escuras tem mais álcool que as claras

Fato: não existe correlação entre a cor e o teor alcoólico.

A cerveja escura mais vendida nos estados Unidos é a Guinness Draught, que tem um teor alcóolico de apenas 4,2%, até a Budweiser é mais forte, mas, por ser uma cerveja escura, a maioria das pessoas pensam que ela é uma cerveja muito forte. A verdade é que a cor não fornece nenhuma pista sobre o amargor ou o teor alcoólico de uma cerveja.

vinho_cerveja

Mito #6: o vinho é a bebida mais saudável

Fato: beber vinho é tão saudável quanto beber cerveja.

Quando as pessoas falam sobre o componente saudável do vinho, estão falando sobre um polifenol chamado resveratrol. Segundo o autor do livro Beer: Health and Nutrition, ao se comparar os polifenois presentes na cerveja e no vinho, percebemos que ambos são igualmente potentes. Para construir esse argumento, ele submeteu o vinho e a cerveja a uma extensa bateria de testes antioxidantes e, a cerveja, demonstrou alguns benefícios surpreendentes.

beer_belly

Mito #7: cerveja causa barriga

Fato: o consumo moderado de cerveja não apresenta um sério risco à sua barriga.

Aparentemente, a pessoa que cunhou a frase “barriga de cerveja” tinha uma mágoa em relação à cerveja. As calorias da cerveja contribuem para o ganho de peso da mesma forma que calorias presentes em qualquer outra coisa. Pesquisadores concluíram que apenas consumo compulsivo está relacionado ao ganho de peso e, o consumo moderado, é benéfico.

Ainda preocupado com os carboidratos da cerveja? Tudo bem. Mas saiba que, uma lata de cerveja possui a mesma quantidade de carbo que uma taça de vinho. Ela também contém 2,5g de fibras derivadas da cevada.

supermarket-beer-shelves-england-uk-CED7N8

Mito #8: se você comprou cerveja quente, deve mantê-la quente até estar pronto para consumi-la.

Fato: quanto menos tempo a cerveja permanecer quente, melhor.

A oxidação, lenta reação entre oxigênio e cerveja, é a grande inimiga do sabor e, seu ataque à cerveja, tem início imediato. Se você pretende armazená-la por um período longo, o melhor é fazê-lo de forma a mantê-la gelada para retardar os efeitos da oxidação. Então, por que as lojas armazenam a cerveja em temperatura ambiente? Provavelmente por falta de equipamento suficiente para refrigerar todo o estoque.

 

Compre online em www.cervejariavirtual.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s