Saiba mais sobre o estilo Lambic

interno

As Straight Lambics ou Lambics são cervejas de um único lote e não são misturadas (unblended). Por esse motivo são frequentemente um produto característico da cervejaria, sendo mais variável que as Gueuzes. Geralmente são servidas novas (com 6 meses), geralmente baratas, fáceis de beber e sem sensação de carbonatação. Versões mais novas tendem a apresentar uma acidez mais unidimensional, já que o caráter mais complexo proveniente de Brettanomyces leva mais de um ano para se desenvolver. A presença de um caráter entérico é um indício de que a Lambic está muito jovem. Características notáveis de vinagre ou sidra são consideradas defeitos de acordo com cervejeiros belgas. Como as leveduras selvagens e bactérias fermentam todos os açúcares, estas cervejas somente são engarrafadas após terem fermentado completamente. A Lambic é servida sem carbonatação enquanto a Gueuze é servida efervescente. Os valores de IBUs são aproximados em virtude do uso de lúpulos envelhecidos. Os belgas usam lúpulo nas Lambics mais por suas propriedades bacteriostáticas do que pelo amargor.

As Lambics são Ales ácidas, de fermentação espontânea, fermentadas próximo à Bruxelas (Vale do Rio Senne) de uma tradição de muitos séculos de produção em fazendas. Os números destas cervejas, entretanto, vêm constantemente decaindo.

O Beer Judge Certification Program (BJCP) define as diretrizes para o estilo como descrito abaixo.

Aroma: predominância de aroma marcadamente ácido/azedo em exemplares mais recentes e menos evidente com o envelhecimento, onde se encontram aromas similares a celeiro, feno, e de caráter terroso. Aromas suaves de carvalho e/ou cítrico são considerados favoráveis. Aromas entéricos, defumados, semelhante a charuto ou a queijo são desfavoráveis. Versões mais antigas normalmente são frutadas, com aroma remetendo a maçã ou mel. Ausência de aroma de lúpulo. Nenhum diacetil.

Aparência: A cloração abrange do amarelo-pálido ao dourado profundo. O envelhecimento tende a escurecer a cerveja. Pode variar de turva a levemente turva. Versões mais novas geralmente são turvas, enquanto as mais envelhecidas costumam ser mais límpidas. A retenção de espuma normalmente é baixa e a cor do colarinho é branco.

Sabor: exemplares mais novos apresentam sabor distintamente ácido e/ou lático, embora o envelhecimento tenda a equilibrar estes sabores juntamente com o malte, o trigo e características similares a celeiro. Sabores frutados são mais simples em Lambics mais novas e tendem a ser mais complexos em exemplares mais antigos, apresentando notas que podem remeter a maçã ou outras frutas suaves ou mel. Sabor suave de carvalho ou cítrico (frequentemente toranja) é ocasionalmente perceptível. Sabor entérico, defumado ou semelhante a charuto é indesejável. O amargor de lúpulo varia de baixo a nenhum. Sabor de lúpulo ausente.

Sensação na Boca: corpo de leve a médio-leve. Apesar da densidade final baixa, uma variedade de sabores enchem a boca prevenindo que a cerveja seja similar a água. De um modo geral, as Lambics secam com o tempo, o que faz com que a secura seja um bom indicativo da idade. Possui uma agradável acidez (de média a alta), sem ser agressivamente adstringente. Praticamente até completamente sem carbonatação.

Impressão Geral: Ale à base de trigo, complexa, ácida/azeda, clara, fermentada por micro-organismos diversos.

Estatísticas:

OG: 1,040 – 1,054

IBUs: 0 – 10

FG: 1,001 – 1,010

SRM: 3 – 7

ABV: 5 – 6,5%

 

Compre online em http://www.cervejariavirtual.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s