Cervejas de trigo: conheça o estilo Weissbier

Se existe um estilo de cerveja que é altamente recomendado a quem estweizen-300x297á iniciando sua aventura pelas cervejas especiais, é o de trigo. Wheat, Weizen ou Weiss são os termos utilizados para defini-lo.

A Bavária tem uma tradição cervejeira que remonta a centenas de anos, contudo, a produção de cerveja de trigo foi definida para ser monopólio reservado apenas para sua Realeza. As weissbier modernas datam de 1872, quando Schneider começou sua produção. No entanto, as Weissbier claras tornaram-se populares a partir de 1960, especialmente no sul da Alemanha.

De acordo com as leis alemãs, para uma cerveja ser considerada de trigo, ela precisa ter, no mínimo, 50% de malte de trigo e o restante de cevada.

Geralmente, as cervejas de trigo não são filtradas, e sua aparência é um pouco turva por conta da presença do fermento na garrafa. Essas cervejas possuem o prefixo Hefe em seu nome (hefe = fermento, em alemão).

As cervejas de trigo são, em sua maioria, bem refrescantes, e possuem um teor alcoólico mediano (entre 4,3 e 5,6% de álcool por volume), o que facilita seu consumo. Existem algumas variações dentro desse estilo de cerveja, que se diferenciam pela cor e/ou teor alcoólico (Weizen, Dunkelweizen, Weizenbock), no entanto, o estilo mais comum é o Weizen, ou Weissbier, que, na Alemanha, costuma ser consumido no desjejum.

O Beer Judge Certification Program (BJCP) define assim esse estilo:

Impressão Geral: cerveja de trigo alemã clara e refrescante, com alta carbonatação, final seco, sensação na boca cremosa, com notas de banana e cravo, produtos da levedura.

Aroma: presença de fenóis (geralmente cravo) e ésteres frutados (geralmente banana) de moderado a forte. O balanço e a intensidade dos compostos fenólicos e ésteres podem variar, mas os melhores exemplares são razoavelmente equilibrados e bastante proeminentes. O caráter de lúpulos varia de baixo a nenhum. Pode estar presente um aroma de trigo (de leve a moderado – que pode ser percebida como pão ou grãos), mas não outras características de malte. Opcionalmente, no perfil aromático, pode incluir-se leves a moderadas notas de baunilha e/ou perfume suave de tutti-frutti (goma de mascar). Nenhuma destas características opcionais deve ser elevada ou domina
nte, mas muitas vezes pode adicionar complexidade e equilíbrio.

Aparência: cor de amarelo palha ao dourado. Tem como característica uma espuma muito espessa, como mousse, de longa duração. O alto teor de proteína do trigo reduz a cristalinidade em uma cerveja não filtrada, embora o nível de turbidez é um pouco variável.

Sabor: aroma de banana e cravo (de baixo a moderadamente forte). O equilíbrio e a intensidade dos fenóis e ésteres podem variar, mas os melhores exemplares são equilibrados e bastante proeminentes. Opcionalmente, um caráter leve a moderado de baunilha e/ou notas de goma de mascar (tutti-frutti) podem acentuar o sabor de banana e o dulçor, mas não devem ser dominantes. O sabor suave, com algo de pão ou grãos de trigo é complementar, pois é um caráter de malte granulado doce suave. O sabor de lúpulo é muito baixo ou nenhum, e o amargor do lúpulo é muito baixo ou moderadamente-baixo. Tem sabor pleno no palato e um final relativamente seco. A percepção de dulçor é mais devido à ausência de amargor do lúpulo do que à presença de açúcar residual; um final doce ou pesado poderia prejudicar significativamente o drinkability.

Sensação na Boca: corpo médio-baixo a médio, nunca pesado. A levedura em suspensão pode aumentar a percepção de corpo. A textura de trigo proporciona uma sensação de maciez, cremosidade e que pode progredir até um final borbulhante acompanhado por uma carbonatação elevada. Sempre efervescente.

Ingredientes Característicos: na tradição de desenvolvimento alemã, pelo menos 50% da moagem total deve ser convertida em malte de trigo, embora algumas versões cheguem a ter até 70%, e o resto é geralmente malte Pilsner. Maceração por decocção é tradicional, embora algumas cervejarias modernas não sigam esta prática. A levedura ale Weizen produz o típico caráter condimentado e frutado, embora a fermentação a temperaturas muito elevadas pode afetar o balanço e produzir off-flavors.

São cervejas refrescantes, de rápida maturação, pouco lupuladas, exibindo um carácter único de banana e cravo, da levedura. Estas cervejas geralmente não envelhecem bem, podem ser desfrutadas melhor e muito mais se ainda novas e frescas. A versão “mit Hefe” é servida com levedura em suspensão. A versão “Krystal” é filtrada para obter uma excelente transparência. O caráter de uma Krystal Weizen é geralmente mais frutado e menos fenólico do que o da Weissbier mit Hefe. Elas podem ser conhecidas como Hefeweizen (particularmente nos Estados Unidos).

Estatísticas:

OG: 1.044 – 1.052

FG: 1.010 – 1.014

IBUs: 8 – 15

SRM: 2 – 6

ABV: 4.3 – 5.6%

Experimente em http://www.cervejariavirtual.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s