Cerveja é, sim, coisa de mulher

A cerveja sempre foi historicamente ligada ao sexo masculino. Basta observar as propagandas das grandes marcas de cervejas brasileiras, que, em sua grande maioria, retratam grupos de homens no bar e apostam em campanhas de objetificação da mulher. Até hoje as mulheres ainda não são identificadas como apreciadoras de uma boa cerveja, apesar de uma pesquisa do Instituto da Cerveja Brasil indicar que 62% delas preferem a bebida na hora de comemorar bons momentos. Além disso, dados divulgados em 2010 pela Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado, do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher, apontam que, do total de mulheres que consumiram bebida alcoólica no período pesquisado, 88% preferem cerveja e 38% a ingerem pelo menos uma vez por semana.

Women_drinking_Beer_Brewbuzz-14

Para comprovar o preconceito que ainda existe com a mulher cervejeira, o movimento We All Love Beer produziu um vídeo para questionar a aparência das pessoas que bebem cerveja. Nas cenas, diversas mulheres acompanhadas por um homem pedem uma cerveja, enquanto eles pedem um drink – considerados femininos – como Dry Martini e Champanhe Rosé. Em todos os casos, os garçons entregam a cerveja para ele e o drink para ela.

Não é difícil de observar que a maioria das cervejarias, nacionais ou internacionais, ainda considera seu público como essencialmente masculino e não colocam as mulheres como consumidoras dos seus produtos. Como mostra o vídeo da campanha, ainda é extremamente forte o estereótipo de que as mulheres preferem drinks ou cervejas mais leves, com adição de frutas e baixo teor alcoólico. Como se, por ser do sexo feminino, fosse impossível gostar do amargor de uma boa IPA ou apreciar cervejas escuras e bastante alcoólicas. Especialistas já comprovaram que o gênero não tem nenhuma relação com o paladar — a própria condição histórica submissa da mulher poderia explicar melhor por que o público cervejeiro masculino ainda é majoritário.

Outro reflexo desses estereótipos que persistem no mercado cervejeiro é a presença ainda baixa de mulheres no setor. São poucas as cervejarias comandadas por elas, ainda que esse número esteja crescendo no Brasil nos últimos anos. A diretora do Instituto da Cerveja Brasil, Kátia Zanatta, é uma das mais importantes cervejeiras no mercado atualmente, além de diversas outras mulheres de destaque que estão modificando o cenário nacional. (Conheça alguma delas aqui).

We can do it

Uma iniciativa internacional para empoderar mulheres na indústria cervejeira é a Pink Boots Society, formada por mulheres nas mais diversas áreas relacionadas com cerveja. Desde 2014, perto do Dia Internacional da Mulher, elas promovem o Big Boots Brew Day, em que incentivam e encorajam mulheres ao redor do mundo a produzir cerveja juntas!

O que poucos sabem é que as primeiras cervejas fabricadas na história foram feitas por mulheres por volta do ano 4000 a.C, na Mesopotâmia. Ainda que essa data e local sejam alvo de disputas e controvérsias, é fato que a grande maioria desses cervejeiros pioneiros eram mulheres. Nesse período, enquanto os homens caçavam, cabia às mulheres a produção das comidas e bebidas e, consequentemente, das cervejas. Na Babilônia e na Suméria, na mesma época, as mulheres cervejeiras (chamadas de “Sabtíem”) possuíam grande prestígio e eram consideradas pessoas especiais e quase divinas. O poder feminino era tão importante que a própria deusa da cerveja, segundo a mitologia sumeriana, é uma mulher – conhecida como Ninkasi.

Ou seja: o gênero não tem nenhuma relação com a preferência por determinada bebida ou estilo cervejeiro. Ainda que muitos não acreditem, cerveja é, sim, coisa de mulher.

Feliz dia internacional de luta das mulheres!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s